Quero Sal…

…em tudo, um pouco!

Feliz Ano Novo (para eles) 9 de setembro de 2010

Filed under: EUA,Vida — ... @ 23:35

Humor do dia: Normal. Texto proibido para quem não gosta de tentar

OBS – Não me pergunte como fui parar neste lugar. Tenho a minha própria religião, mas não cabe agora falar dela. Estas são as minhas considerações a respeito da religão judaíca.

Judaísmo. Nunca imaginei ter contato com esta religião e não gostaria. Tive e só penso por um lado, “um dia ainda serei uma repórter incrível, então é bom conhecer tudo”. Isto incluiu (sem eu querer) o rosh hashanah. A princípio pensei, “Um Ano Novo em um Hotel, com comida boa e de graça”. Como tenho comido só porcaria (viver nos Estados Unidos é assim mesmo), resolvi tentar.

Deus me perdoe, mas não gosto de religião que separa homem de um lado, mulher do outro e foi extamente isto que aconteceu. As mulheres não podem ver os homens nem vice e versa durante o culto. O rabino usa uma barba estranha e um moço que parece dançar axé ao lado do rabino ajuda com as músicas e as palavras em hebraíco.

Para o culto as mulheres vestem as melhores roupas e muitas jóias. Elas não param de fofocar durante enquanto o rabino fala e não se importam se pedirem silêncio. Depois de aproximadamente 40 minutos de tédio, a comemoração do Ano Novo.  A comida demorou  para chegar e não valeu a pena. O que vivi nesta noite do dia 8 de setembro, foi o “Shofar”, até comi maça com mel para ter um ano doce e salmão para começar o ter “boa cabeça” durante o ano.

Espero que Deus não brigue comigo por esta esperiência, mas creio que não. Gosto da minha religião e nada vai mudar. Porém, agora preciso do meu lado ruim de ser, veja só, as mulheres não podem mostrar os ombros, porém elas podem ir ao culto com micro saias. Qual a diferença??

O rabino me fez lembrar de um pastor da Igreja Universal Reino de Deus (não quero julgar nenhuma religião). Ele parece  também como presidente de um clube, faz o social, conversa com todos etc.. Não posso afirmar, mas parece que as pessoas dão dinheiro para a “igreja” também.

Bom, uma coisa estranha é que eles bebem uísque no rosh hashanah. Ok, já bebi horrores no Ano Novo, mas eu não estava em nenhum culto ou pós culto. Imagina o Papa Bento 16 bebendo uísque depois da Missa do Galo? Para alguém deve fazer sentindo, menos para mim.

Aqui não é a selva

O Brasil é uma grande selva com a população 100% negra, sem dinheiro, analfabeta e o idioma oficial é o espanhol. O Rio de Janeiro tem carnaval e o Ronaldinho é legal. O povo ama futebol e não trabalha no Campeoanato Mundial. Uma mulher perguntou “No Brasil cai neve?”, me veio a resposta, “Claro que sim, você deveria ir ao Rio de Janeiro no frio, o Cristo Redendor fica lindo coberto de neve”.

O Brasil não é nada para os americanos, tenho até vontade de chorar. O rabino falou comigo durante o jantar, contou-me que morou em São Paulo (SP), por um ano. A única coisa que aprendeu foi “Muito obrigado”. Emocionante, em um ano duas palavras, isto é motivador! Ele contou que as mais belas sinagogas que ele já viu foi em São Paulo e no Rio de Janeiro. A americana então perguntou para ele (e nem olhou para mim, a brasileira), “Estou surpresa, o Brasil tem construções belas?”.

Agora pense, qual motivo dos brasileiros adorarem os EUA? Nós somos tão mais cultos e educados. Claro que não é regra…Mas tem coisas que me magoam e me faz querer voltar para casa. Boa noite.

Anúncios
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s