Quero Sal…

…em tudo, um pouco!

Jornal de bairro e a Semana Nacional do Jornal 7 de outubro de 2010

Filed under: EUA,Jornalismo — ... @ 23:35

Humor do dia: Eu quero a minha mãe.

De 3 à 9 de outubro os Estados Unidos comemoram a Semana Nacional do Jornal e este ano o tema em pauta é “Newspaper – The Print and Online connector for today’s Communities” (Jornal – A impressão e a conexão on-line para as comunidades nos dias de hoje).  Toda quarta-feira leio o jornal de bairro, Neighbor News Boonton (NJ) e esta semana o editorial discutiu a vitalidade da versão impressa do periódico.

Não é novidade nem mesmo para os leigos que a internet tornou-se o mais rápido meio de comunicação, a notícia on-line, “tempo real” é atrativa para estudantes, trabalhadores, donas de casa, aposentados etc.. Particularmente prefiro o impresso, sujar minhas mãos com a tinta e até mesmo cheirar o papel faz-me sentir em contato direto com os fatos e meus olhos não se cansam em frente a tela do computador.

Como a maioria  dos professores de graduação nos cursos de jornalismo dizem, o jornal não desaparecerá, assim como o rádio não morreu com a televisão. Como diz o jornal de Boonton, “Many people still enjoy having something in their hand to read rather than reading from a computer screem. And not all of those people are 50” (Muitas pessoas apreciam ter alguma coisa em mãos para ler, do que ler na tela de um computador. E nem todas estas pessoas tem mais de 5o anos de idade).

O que faria então o jornal impresso perder para a internet? Acredito que as pautas. O problema dos jornais de bairros ou de cidade pequenas (pensando no Brasil também), são as pautas de ontem e as compradas, o jabá. O jornalismo não é só New York Times ou  Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo no Brasil. Comecei a valorizar os jornais menores quando cheguei nos Estados Unidos, o New York Times não me dirá quais são os eventos da minha cidade, nem quais são as ruas fechadas para reparo, cursos locais, novos livros na biblioteca, serviços de troca de óleo, corte de cabelo ou wherever. E nada melhor do que ter tudo em mãos do que perder o link da página on-line.

O que não concordo em nenhum jornal são os cadernos sociais e as pautas do “aconteceu”. O Neighbor News Boonton teve como manchete esta semana um título em palavras semelhantes “O que aconteceu no Boonton Day”. Isto sim faz o jornal morrer e não a internet, pois se o jornal está chato, ele vai para o lixo. Se a notícia on-line está chata em um clique é possível encontrar algo mais interessante.

Já as fotos sociais me incomodam pois parecem serem feitas para um mundo fútil e de fofocas. Nos jornais de XXXXXXX (SP) as colunas sociais sempre publicam as mesmas pessoas, nos mesmos eventos. A vida não é só isto. Neste caso acho que a internet poderia ajudar, os jornais deveriam ter um website só para os fatos sociais.

O jornal de bairro de Boonton abre este espaço e muitas vezes até vendem as fotos, porém ainda publicam muitas no impresso. Como muitos já sabem, a internet deveria ser um suplemento do impresso, como para o espaço social, horóscopo e pauta de ontem (do que já aconteceu) e assim teríamos mais espaço para notícias relevantes, artigos, editoriais, educação. Não há nenhuma novidade nisto tudo, apenas uma questão de repensar no que todos já sabem.

Curiosidades:

A Semana Nacional do Jornal começou nos anos de 1940 para discutir a importancia dos jornais nas comunidades.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s