Quero Sal…

…em tudo, um pouco!

Quando tornei-me uma americana 18 de dezembro de 2010

Filed under: EUA,Músicas,Vida — ... @ 23:35

Humor do dia: Sem sono e já são quase 1 da madrugada…Censura: Não há

Agora, para mim, todo Natal tem que ter neve. Mas nunca entenderei um Ano Novo sem vestidinho branco, no calor do litoral brasileiro. Pequenas coisas em dezembro tormou-me um pouco americana. Cinco meses já se passaram desde meu embarque no aeroporto de Guarulhos, São Paulo, (Br).

Meu dia a dia é corrido. Meu café da manhã é só cereal ou café. More american than it? (mais americano que isso?). Não tenho tempo durante o dia. As pessoas do trabalho são estressadas. O almoço ainda tento levar à brasileira, porém tudo no forno elétrico ou comida congelada mesmo. Ganhar peso, muito americano. É costume desse povo dizer aos estudantes do primeiro ano da faculdade “the year of 15” (o ano dos 15). Explicam eles que no primeiro ano o então adolescente vai morar na faculdade, come porcaria e bebe cerveja, e a maioria engorda 15 points.

Quando trabalho ou quando posso dirigir por diversão, meu rádio fica vibrando, dirigo com uma mão só, até carro popular é automâtico. Falo ao celular, tenho medo da policia quando estou em alta velocidade. Very american….

No supermercado, ah que delícia, quase ninguém tem tempo de parar para fofocar. No Brasil, as donas de casa conversam tanto pelos corredores que forma até engarrafamento de carrinho de compra.

Meu dia a dia…assisto televisão e fico feliz com os comerciais de venda de CD, faça musculação em casa or wherever a porcaria (ou tanto faz a porcaria). Fico tão feliz quando chega correspondência para mim. Aqui não tem panfletagem como no Brasil, mas tudo chega em envelope na caixa do correio, limpo e até cheiroso. Adoro o trash (lixo) que o carteiro coloca na caixinha, tem de tudo, conta, carta, cartão, panfletos…e como todo americano, eu adoro, passo horas admirando as cartas.

Sem contar quando fico olhando o carteiro. Ele nem desce do carro para fazer as entregas é tudo tão fácil…Eu também não preciso sair do carro para ir ao banco, posso fazer tudo no drive tru…Vida boa…Posso comprar meu café da manhã dentro do carro…Posso até morar num trailler.

Lojas, on-line e savings

Nada mais american than go to shopping at Macy’s (Nada mais americano do que ir fazer compras nas lojas Macys). Aquela mesma, da estrela vermelha. Tenho até um cartão de lá. Loja boa e com preços bons. Muito famosa, sim senhor! Compro lá, uso meu cartão, pago depois de 10 dias via on-line e dou-me por feliz.

Faço compras on-line de make up (maquiagem), creme, acessórios, posso até comprar um barco na internet se eu quiser (mas meu dinheiro não permite). Caso eu queira trocar, mando de volta para a loja sem pagar pelo selo, correio ou wherever. Tudo fácil e prático.

Adoro comprar água aqui, compro sempre uma de um litro, just in case (só em caso) de ficar com sede enquanto ando, dirigo ou vou até a esquina. Ninguém liga, tudo aqui é grande, os copos, as embalagens….Just love it (apenas amo isso).

Adoro guardar os savings e os cupons entregues nas lojas, com eles consigo desconto na próxima compra. Adoro ter cartão das lojas na bolsa, recentemente entrei no clube do chocolate da Godiva.

I wanna rock in roll

More amareican than rock? Oh yes baby. (mais americano que rock? Sim baby). Adoro ouvir rock aqui. Adoro parece mais real e é como participar de algum filme clássico, como Pulp Fiction e depois colocar a  música “Girl you will be a women soon“. Principalmente depois de um dia ouvindo americano chato reclamando da vida.  A música combina com a banheira americana clássica. Aquela mesma branca, que toda casa tem, pois os chuveiros tem banheira em baixo (dá para entender?).

Nada melhor do que deitar lá, relaxar,  tampar o nariz com os dedos e colocar todo corpo incluindo a cabeça de baixo d’água. Very american…adoro fazer isto e é igual nos filmes. Isso dura até o celular receber uma mensagem de texto, pois na América as pessoas só mandam mensagem.

Agenda para tudo

Essa parte eu odeio e fico triste. Mas me tornei uma americana quando comecei a agendar até mesmo meus encontros com meus amigos. Quando marco na agenda que horas devo acordar ou  em quantos minutos devo almoçar. Segundo uma pesquisa feita e apresentada no telejornal New Jersey 12, o estado abriga a população mais estressada dos Estados Unidos.

Ninguém tempo tempo para nada, tudo tem hora para começar e terminar. A vida é planejada, cada mês um novo calendârio determinando até mesmo o que comer, vestir e quem sabe respirar, para não dizer fumar…Eu não fumo.

And this is america. Should I like it ? I like it, but meu Brazil, brasileiro… (E isso é america. Deveria gostar? Sim, mas meu Brasil, brasileiro).

Feliz Natal Brega

Posso dizer que sou uma americana quando passei a ouvir músicas de Natal dentro do carro balançando a cabeça para direita e depois esquerda. Até mesmo quando coloco Mariah Carey cantando músicas natalinas em um dia de neve. Estou neste momento usando meias vermelhas com um pinguim, pois é Natal e isso já não é mais brega para mim.

No Natal temos que usar as roupas de Natal que toda loja vende…

Isso é América.

Presenet de Natal para meus amigos.

Como todos adoram quando sou doida, aí vai meu a prova que sou normal nos states…

Foto do meu quarto … meu único cantinho …

meu espelho, televisão

Coisinhas …

meu companheiro de quarto, o Pato Pato (sim o nome dele é Pato, mas antes tem que colocar Pato na frente, como forma de tratamento).

 minha saída de banho, para quem não acreditou que comprei da Pantera cor de rosa no departamento infantil. (eu sou x small here).

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s