Quero Sal…

…em tudo, um pouco!

Indo para Jersey Shore, na ilha de Sandy Hook 27 de junho de 2011

Filed under: EUA,Músicas,Vida — ... @ 23:35

Humor do dia: Normal. Censura: Nenhuma.

Obs – Local onde paguei o maior mico nos States.

Já diria Vinicius de Moraes no Samba da bênção “A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro nessa vida”. Semana passada não conseguia dormir, acordava no meio da noite em pensar em todas as pessoas que nunca mais verei na minha vida, dos amigos feitos, dos namorados ou ficantes feitos. A ausência das pessoas vivas dói mais, não é um simples acabou é um complexo futuro não vivido.

Também na semana passada, meu primeiro “namoradinho” americano conversou comigo. Quando o verei novamente? Talvez nunca mais…Por isso não dormi e resolvi aproveitar o fim de semana, ir para praia com meus amigos do college. Sexta-feira, ganhei um dia de folga. “Barbara?”, a mensagem no meu celular. “Who is that?”, perguntei. A brasileira  ligou e conversamos por 20 minutos. Parecia ser minha amiga de anos. Fui ao bar, naquele mesmo onde fui apresentada como fiancé (noiva) do último namoradinho americano, conhecê-la. Fiz uma amiga, tão parecida comigo.

Bebemos duas cervejas e uma batata frita com queijo por cima. Chamei-a  para ir a Jersey Shore (litoral de New Jersey) no sábado. A trip estava combinada há uma semana atrás. Minha nova amiga tentou chegar em casa. O GPS dela parou de funcionar, perdeu-se. Ao chegar, partimos para o outro county de NJ para buscar os demais.

Sandy Hook e o pior mico meu nos Estados Unidos

Fui dirigindo embora com medo. Aquelas grandes pontes de NJ são lindas. Como é bom dirigir em pontes gigantes. Eu tenho uma coisa por pontes, não sei explicar. Foram 35 centaos de pedágio de ida e 35 para volta. A gasolina ficou 5 dólares por pessoa. Extremamente barato.

O estacionamento da praia erm 10 dólares. Ao entrar na ilha paga-se por carro. Há estacionamento em cada praia. Uma grande avenida leva-se para todas as praias, parte história, restaurantes, escritório etc.. Ao ir para Sandy Hook não tem-se a serra para descer, igual ao Brasil, mas mesmo assim foi agradavél. Existe sim uma ponte ligando-se NJ à ilha, o que causou-me alegria, ao ver o mar, assim tão do alto.

Dirigimos, até escolher a primeira praia para ficar. Pegamos nossas coisas, caminhamos. Havia várias pessoas, conseguíamos ver de longe. Conforme chegavamos perto, reparamos: Todos estavam nus!! Era praia de nudismo!! Todos perceberam que não sabíamos. Até um alto, moreno do sol e forte disse “Não sabiam né???”…Que vergonha!

Os homens jogam vôlei, as mulheres pareciam da pré-história. Ficamos lá, sem fazer nudismo. Entramos no mar, tomamos sol, almoçamos. Foram 45 minutos de nudismo dos outros. Ao ir embora, o mesmo moreno do sol perguntou “Gostaram da praia, de onde são?”. Respondemos e caminhávamos. Fui seca para tirar foto da placa “Praia de Nudismo”, ele viu e disse “Venha tirar foto comigo”.

“Não”, respondi. Mas minha nova amiga “vamos lá sim”. Ok then….lá fui eu…Ele abraçou uma de cada lado, escondeu o rosto na placa, balançou o negócio e disse “Não toca no dingo dingo”. Eu disse “Não, não irei…” Não preciso dizer, mas a coisa lá de baixo dele, também mudou de posição.

Outras praias…

Passamos pela parte histórica, andamos, tiramos fotos. Ficamos em especial, em uma praia, lotada com mais jovens. Enquanto o pessoal dormia, resolvi entrar na água. Não gostei muito de uma coisa. A maré é realmente forte e ao invés de areia há muitas pedras, então ao entrar na água só tem pedra, fazendo o pé sentir dor!! Eu afoguei, uma onda muito forte veio e eu perdi o equilibrio. Vergonha parte dois: o salva vidas quase veio me ajudar. Fiz de conta que só mergulhei…

Após muito sol, nariz vermelho, pois esqueci de passar protetor nele, pegámos a estrada de volta. Logo agora, que estou indo embora encontrei uma amiga exatamente como eu, alguém que gosta de ir aos mesmos lugares, fazer as mesmas coisas etc..A vida é realmente uma arte de encontro, com muitos desencontros, mas quem pode com ela???

Voltei com Bob Marley na mente. O Sol, o mar, a areia renovou-me o espírito como sempre! Bob Marley ficava comigo…

História de Sandy Hook

Sandy Hook é uma ilha de New Jersey que fica de frente para New York City (Brooklyn).  A ilha serviu the fortificação durante a Revolução Americana (1776-1865).  Na ilha há um farol, possível de ver NYC ! Há muitas fortificações e armas de guerra. Durante a Guerra da Córea (1950 – 1974) a ilha foi usada como “base de armazenamento”, ´guardando também míseis.

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s